Baependi – A História


As primeiras referências sobre o território que atualmente compreende o município de Baependi datam dos primeiros anos do século XVII. Em 1692, Antonio da Veiga partiu de Taubaté rumo ao sertão para captura de silvicolas. Depois, atraídos pela notícia da descoberta de ouro naquelas paragens, outros colonizadores começaram uma pequena povoação, a que denominaram Baependi. Sabe-se que entre os primeiros povoadores estão Tomé Rodrigues do Ó e sua esposa. Tomé construiu uma casa no local denominado “Engenho” e ergueu uma capela sob a invocação de N. Srª. do Montserrat e, é por isso considerado o fundador da cidade e Nossa Sr. De Montserrat sua padroeira.

O nome Baependi é bem controverso, tendo menções do seu topônimo Rio Baependi, que em tupi quer dizer rio do monstro marinho, ou quando era grafado de Maependy, que segundo alguns em tupi é bárbara e bela ou em outras versões a tradução de “que gente és tua?”.

A emancipação político-administrativa aconteceu em 2 de maio de 1856, quando Baependi foi elevada à categoria de cidade.

As belezas naturais de Baependi são variadas, contendo Parque Estadual Serra do Papagaio, mirantes, cachoeiras e lindas paisagens. Além de suas belezas naturais, Baependi tem seu turismo histórico e religioso.